A generic square placeholder image with rounded corners in a figure.


O Jovem e a insegurança na escolha de uma Profissão


Por: Fabi Torres
Data: 14/03/2022
  • Compartilhar:

Dentre tantas escolhas e oportunidades, qual o jovem deve seguir e experimentar? Há um cardápio gigante de profissões em qual ele pode se aventurar e aprender a ser aquilo, mas qual vai levá-lo ao sucesso e trazer satisfação? A única coisa que a maioria dos adolescentes tem certeza é que eles não tem certeza de nada, até porque eles estão enfrentando um mundo novo que traz insegurança e muita concorrência. Diante tantas pessoas lutando com você pela mesma vaga no vestibular, bate muita vontade de desistir de tudo.

Mas, o que falta hoje em dia nas escolas e nas famílias é uma propaganda de incentivo, em que o jovem se sinta confortável para dizer aquilo que ele quer dizer, mostrar sua verdadeira vontade de ser um determinado profissional ou seguir um ramo em que existem poucas pessoas. As escolas deveriam trabalhar com mais ações em que o professor se tornasse “coach” do aluno, buscando motivá-lo ao sucesso profissional, onde a segurança fosse trabalhada desde o início do ensino médio, pois é ali que as cobranças por um futuro começa. Muitas vezes, o jovem ele só quer buscar informações sobre alguns cursos que ele se sente atraído, só que a pressão é tão grande que ele acaba escolhendo o primeiro que vê e isso querendo ou não traz consequências para o futuro, exemplo disso é a Síndrome de Bournout, a pessoa se sente esgotada diante do seu trabalho e isso pode acarretar a outras doenças, como a Sindrome do Pânico, Depressão etc. Isto é, a escolha profissional requer tempo e segurança, mas se no meio do caminho acadêmico você ver que a sua escolha não foi agradável, pode parar e pensar em outro caminho a seguir, não tem nada de errado se você não tem um futuro traçado, um plano dos sonhos, é normal se ver em uma tela em branco, o jovem só precisa de um incentivo para poder pintá-la conforme sua necessidade e vontade.

Testes vocacionais ajudam e enganam, então não se basei somente neles, busque conversar com profissionais da área que você gosta, pergunte tudo, assista vídeos explicativos sobre o curso que você está interessado, e principalmente, vá com calma, pense nas probabilidades, repense e tente, a sabedoria popular já diz “se for pra ser, será”. Estar com medo de algo novo é normal, mudanças fazem parte da nossa vida, nós devemos nos adaptar a elas de alguma forma, desistir de um sonho seu por medo do que as pessoas ao seu redor vão achar, é como entrar em um quarto escuro, você tenta enxergar um futuro mas não vê. Críticas, cobranças, pessoas tentando te desistimular sempre vão existir, mas você precisa ficar surdo para essas pessoas, somente escute aquilo te agrega pessoalmente e profissionalmente, filtre tudo e construa com seus sonhos e sua dedicação o seu futuro.

Já diz uma música do Charlie Brown Jr: “ [...] O jovem no Brasil nunca é levado a sério, eu vejo na Tv o que eles falam sobre o jovem não é sério, não é sério, eu sempre quis falar nunca tive chance e tudo que eu queria estava fora do meu alcance [...] ”.

 Incentivo, ajuda, escuta, contribuem para um futuro juvenil saudável e próspero, todos vão passar por essa fase, então é importante cuidar dos jovens desde o início da adolescência para que eles se sintam seguros em relação ao seu futuro profissional.

Fabi Torres


Anuncie com Jornal Noroeste
A caption for the above image.


Veja Também


smartphone

Acesse o melhor conteúdo jornalístico da região através do seu dispositivos, tablets, celulares e televisores.