A generic square placeholder image with rounded corners in a figure.


Mulheres uni-vos!


Por: Fabi Torres
Data: 04/07/2022
  • Compartilhar:

 

Parafraseando Chorão: a vida nos ensinou a lutar pelo que é nosso!!

 Porque é tão difícil se colocar no lugar de outra pessoa que passa pelas mesmas coisas que você? Que sofre o que você sofre, mas com intensidades diferentes?

 O apoio mútuo entre as mulheres deveria ser algo que nos aproximaria e nos deixaria ainda mais fortes, mas ao invés de apoiarmos umas às outras, nos juntamos ao bonde machista e opressor de julgar e apontar sempre os erros umas das outras.

 Se somos irmãs de sexo, porque é tão difícil ajudarmos a irmã que sofre com a sociedade atual?

 Quando apoiamos outras mulheres, estamos, automaticamente nos apoiando e demonstrando que juntas somos, literalmente, mais fortes,  e podemos fazer muito mais por nós que somos, em sua maioria, as maiores prejudicadas com o patriarcado/machismo.

 Nós somos a maioria em tudo, população, eleitorado, escolaridade e entre outros aspectos… Temos o maior número em muitas coisas, mas não usamos essa grande população para transformarmos a nossa realidade, porque na maioria das vezes nos sentimos oprimidas por outras mulheres como nós. Deveríamos usar essa maioria a nosso favor.

Ao pesquisarmos o significado de SORORIDADE no site de busca, entendemos que sororidade é nada mais do que, parceria entre as mulheres e nós deveríamos com toda certeza aplicar essa palavra em nosso cotidiano!

Deixar de julgar a outra, sem saber o que ela passa na realidade dela, porque quando somos julgadas não gostamos, pois ninguém sabe o que a gente passa, então por quê fazer isso com a colega ?

É triste ver que muitas de nós não percebem que quando apontamos outra mulher estamos, automaticamente, apontando para nós mesmas, porque em uma sociedade como a nossa, em um Brasil como nosso, o erro de uma é equivalente ao erro de todas, e qualquer mulher está vulnerável a passar e a sofrer o que a outra sofre, porque neste mundo ser mulher é critério para violência.

E a violência não é só bater, palavras também violentam a pessoa, a violência sexual é também uma das piores coisas que uma mulher pode passar.

Quando uma mulher abre a sua história para o mundo, muitas se sentem horrorizadas porque não querem acreditar que aquilo acontece e que aquilo pode vir a acontecer com elas. É duro saber de algo que a sociedade põe um pano em cima e quando é estampado faz alastrar na população um horror indescritível e a gente se assusta, porque a gente pensa "nossa, isso ainda acontece?", e sim acontece, mas ninguém fala porque tem medo.

Podemos dizer que, nós população feminina, não temos medo, sim tememos algumas coisas, mas medo não temos, porque se é para vir ao mundo sendo mulher e tendo medo, é melhor nem nascer.

 

Pois a cada dia que você acorda nessa sociedade sendo mulher, é uma luta, é uma força, é uma batalha, porque para ser mulher requer coragem.

E essas palavras não são um afronte aos homens, mas sim as mulheres que estão contaminadas com o machismo, cegas com a sociedade detentora da verdade. Acordem, e vejam que uma mulher sozinha não faz revolução!!

Fabi Torres


Anuncie com Jornal Noroeste
A caption for the above image.


Veja Também


smartphone

Acesse o melhor conteúdo jornalístico da região através do seu dispositivos, tablets, celulares e televisores.