A generic square placeholder image with rounded corners in a figure.


Educação à distância: futuro ou fracasso dos novos profissionais?


Por: Fabi Torres
Data: 02/05/2022
  • Compartilhar:

Uma das modalidades de ensino no Brasil é o famoso "EAD" que vêm crescendo muito nos últimos anos, principalmente, depois da pandemia de Covid-19, pois muitas pessoas viram que não precisa necessariamente sair de casa para estudar, ter um diploma. As faculdades que antes só proporcionavam cursos presenciais e de longa duração, agora estão trazendo cursos de curta duração para se estudar remotamente, muitas ainda proporcionam cursos presenciais mas com algumas matérias à distância, outras trabalham com o semipresencial onde o custo da mensalidade é menor para o acadêmico.

 Os cursos à distância também trazem descontos e bolsas de estudo maiores do que no presencial, mas a qualidade de ensino varia de faculdade para faculdade, isso assusta muitas pessoas, pois que profissional estamos formando? A minha experiência pessoal com o ensino EAD é ótima, eu optei por essa modalidade de ensino por questão de disponibilidade e flexibilidade de poder estudar onde eu estiver, também pela questão de locomoção, de não ter necessariamente a precisão de estar na sala de aula durante a semana.

Mas, só porque eu não estou dentro de sala, não quer dizer que eu vou ser uma profissional inferior a aqueles que estão se formando dentro de uma faculdade, “o aluno que faz a escola, não é escola que faz o aluno" esse quase que um ditado popular é muito real, porque vai da minha dedicação para me tornar um profissional bom não é porque estou dentro da minha casa que eu vou ser uma professora ruim, uma administradora ruim, porque muito dos nossos profissionais que são considerados "ruins", foram formados no ensino presencial e isso não fez dele um profissional de  sucesso, que atende a todas as vertentes da sua área.

Portanto, a forma como o ensino a distância é julgado,  é muito triste porque ele é uma visão de futuro, ele é uma porta de entrada pra muitos que não tem a condição de mudar de cidade, de viver um mundo acadêmico ou para muitos adultos/idosos que tem o sonho de ter um diploma, mas por causa da carga horária de trabalho, pela condição de saúde não pode sair de casa.

A verdade é que o ensino a distância assusta as pessoas, porque a gente pensa que o ensino presencial vai acabar, que a experiência aluno-professor vai deixar de existir, mas isso não vai acontecer porque isso é a base do ensino, o ensino presencial sempre vai ser o ensino presencial, quem não se adapta ao EAD vai continuar tendo aula todo dia na faculdade e quem gosta e tem a necessidade de um diploma usa o ensino à distância.

É questão de variedade vai quem quer. Em um Brasil tão vasto de população, precisamos dessas diferentes modalidades de ensino para atingir um nível de educação superior bom para o mercado de trabalho.

Fabi Torres


Anuncie com Jornal Noroeste
A caption for the above image.


Veja Também


smartphone

Acesse o melhor conteúdo jornalístico da região através do seu dispositivos, tablets, celulares e televisores.