A generic square placeholder image with rounded corners in a figure.


Campanha temos, basta agora vacinar


Por: Fabi Torres
Data: 13/06/2022
  • Compartilhar:

Nunca doeu tanto quanto agora…

A sua falta doeu mais que a vacina!

  A procura pelas vacinas vêm diminuindo e as causas são, principalmente, ideológicas e por causa das fake news, que têm sido espalhadas por grupos de Whatsapp e afins.

 Mas, quando foi que a vacina deixou de ser eficaz? Quando foi que ela deixou de ser importante para a sua sobrevivência?

Os meios de comunicação nunca deixaram de lembrá-lo das campanhas contra poliomielite, sarampo, gripe, covid(agora mais importante que tudo), rubéola, tétano, febre amarela, varíola(que nos ameaça agora com sua nova variante), etc.

 Sempre houve campanhas que te incentivaram a ir ao posto de vacinação, que mostraram o quanto elas são eficazes, tanto que algumas dessas doenças estavam, até então, erradicadas no Brasil e por causa da baixa procura elas voltaram a aparecer, por quê? Porque, não é por causa que temos uma vacina, que a doença deixou de existir, ela simplesmente não tem feito mais "vítimas", não tem se alastrado, mas se não estamos imunes ela volta a nos atacar.

 Outro ponto importante da vacinação, é que ela previne e te impede de ter um caso grave, que é caso da de covid-19, ela te ajuda a não contrair, mas se for contaminado, irá te ajudar a não ficar em uma U.T.I ou até mesmo morrer.

 Vacina sempre salvou e vai continuar salvando vidas, não deixe de ir por uma mensagem repassada no celular, porque alguém te diz que ela não é eficaz, por medo, porque ela deixa seu braço dolorido ou com uma dor no corpo, é melhor uma dor no braço, do que correr risco de vida.

Leve as crianças para completar a carteira de vacinação e os bebês que precisam tanto das vacinas nos anos iniciais de vida, é importante.

Um ditado popular nunca fez tanto sentido como agora:

"É melhor prevenir, do que remediar."

Vacinem-se e previnam-se!!!

 

Fabi Torres


Anuncie com Jornal Noroeste
A caption for the above image.


Veja Também


smartphone

Acesse o melhor conteúdo jornalístico da região através do seu dispositivos, tablets, celulares e televisores.